domingo, 30 de abril de 2017

"...quem será o pai da crise em hoje's!"

Pretiando assim:
Palavra do Dia: Medicina
Heródoto da História.
Hipócrates da Medicina.
E quem será o pai da crise econômica do momento?
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão
 #microcontoescambau
#concorrendo
https://www.facebook.com/hashtag/microcontoescambau…

sábado, 29 de abril de 2017

“…abri a janela para o dia, hoje's!"

Pretiando assim:
 “…abri a janela para o dia.
Escuto as pedras rolando.
Que susto.
É do prédio em frente.
E o vizinho joga 1,2, tantas.
Acena que vem mais.
Alguns medo e parece loucura.
Ele brinca que tá na faxina.
A festa do chama-maré.
Curtindo o reggae, som do povão.
Na voz de Bob Marley.
E outros ídolos da Jamaica brasileira.
Uma identidade cultural da minha terra.
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão
(Desafio, FLAL 29.04.17)


"...a delação é prêmio, hoje's!"

Pretiando assim:
Palavra do dia: Ladrão
É tão real o plágio até do ditado.
Que ladrão que rouba o outro.
Faz a delação.
E ganha prêmio de menos anos de prisão.
Irane Castro
Beco da Preta
                   São Luís-Maranhão
#microcontoescambau
#concorrendo
https://www.facebook.com/hashtag/microcontoescambau?hc_location=ufi


sexta-feira, 28 de abril de 2017

"...greve é o silêncio, em hoje's!"

Pretiando assim:
“… amanhã outra cena do faz de conta.
Tempo tempo tempo.
Que minha greve é o silêncio!”
Irane Castro
Beco da Preta
                                 São Luís-Maranhão


quinta-feira, 27 de abril de 2017

"...É estAr o tanto faz, agora's!"

Pretiando assim:
“.. de ousaDIA tão   neutra desde onten’s
Grito calada  o não desisto.
A cena do faz de conta do agora’s.
É estAr o tanto faz.
Tantas  cicratizes e queda.
Refiz choro em alegrias.
De  singular era uma vez.
Ser sem pressa e sem pressão de nada’s.
PoemANDO cotiDIAno como se fosse ultimo.
Tão 1,2, tantos uniVERSO de mais viDA, em hoje’s!”
Irane Castro.
Beco da Preta.
                                       São Luís-Maranhão 

" ... tão diVERSO é um moinho em hoje's!"

Pretiando assim:
“…. cena do faz de conta que agora’s.
Tão diVERSO é um moinho.
Da cabeça aos pés maluquete.
Irreverente mitiga a greve do silêncio.
Tal livro bem contínua história.
Singular não mesquinha tempoesia.
Plural ousaDIA do não desisto.
Vez queda palavreia as feridas.
ProsSIGO choro tudo de risos.
A essência do posso, quero e faço.
O que convêm em grata liberdade.
Respeito agir do outro como é.
Ilimitada quero amorESIA do eu’s e ponto.
Perto alimento bELA estado feliz.
Longe poemANDO nação de paz.
EstAR sem pressa e sem pressão.
Reiventando até os nada’s.
Na ousaDIA de neutra pelo instrante.
De ser FLORejada ventania.
Num reVIVER uniVERSO de mais viDA, em hoje’s!”
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão

"...lavatório quebrado pra todo lado,hoje's!"

Pretiando assim:
Palavra do Dia: Lavatório
Lavatório quebrado.
Mas, olhe pra baixo tem balde d’ água.
O detergente.
A bacia para lavar as mãos, rosto e o que quiser.
Após leitura do aviso.
Caracas vale em qualquer lugar, o famoso jeitinho.
Por isso, a catinga de bosta pra todo lado.
Quem poderá nos salvar?
Irane Castro.
Beco da Preta.
São Luís-Maranhão
#microcontoescambau
#concorrendo
https://www.facebook.com/hashtag/microcontoescambau


"... dia permita_nos estado feliz!"

Pretiando assim:
Irane Castro                                                                                                                                                          
                                                 Beco da Preta                                                                                                     
                                                                                São Luís- Maranhão                                                     

"... gente precisa de uniVERSO amor sempre!!

Pretiando assim:
“…vovó corre pra vê aquela belezura.
Ela devagar, não apenas a idade.
Mas, proteger o neto.
Que emocionado pula em cima do puft e olha pela janela.
Vem rápidooooooooooooooooooooooooooooo.
Já estou aqui, o abraça.
Ele segura o rosto dela (atenção as suas falas).
Sabia que ontem chuva.
Muita nuvem negra.
Lembra que chamei de preta Pollyana.
Sim, o nome da tua prima querida.
Olha, olha é legaaaaaaaaaaal demais.
Agora, a cor branca da paz.
O céu azul é alegria.
Meu querido gostou?
Muito legaaaaaaaaaaal.
E os  dois corações o que será?
Fica pensativo por segundos.
_ Grita, já seieeeeeeeeeeeeeeee.
A danadinha abraçada com o noivo.
Num uniVERSO  amor, né.
Para de novo.
Cadê o celular?
Tá carregando.
Eu pego rápido pra gente tirar a foto.
Retorna pra sala dançando.
Uma idéia legaaaaal, pra colar no caderno.
Tá bom vai dizendo que escrevo.
Vooooooooooooooooooooó a cena rara,
Que é de carinho entre pessoas que se gostam.
Pra sempre e final feliz.
Anotou?
Sim.
 Vamos esperar detalhes para outro capítulo.”
Irane Castro.
Beco da Preta. 
São Luís-Maranhão
(Desafio FLAL, 27.04.17)


“… o Chico’Discos É ontens em hoje's!"

Pretiando assim:
Palavra do Dia: Discoteca
“… o Chico’Discos É.
Uma discoteca deslumbrante,
Numa casa colonial.
Instigante espaço.
Que acumula estilos de ontem
 E na terça-feira rola show ao vivo.
Soma a raridade
Que a galera curti no momento.
A próxima de novo... 
Irane Castro
Beco da Preta
                           São Luís-Maranhão
#microcontoescambau
#concorrendo



“…a imaginação percorre reVERSO agora's!"

Pretiando assim:

“…a imaginação percorre.
Por diVERSOS caminhos.
Para estar belo reVERSO.
Na ousadia usou tapete mágico.
Uns feridos e outros jeitos.
Ir num céu palavras ontem.
Vir um inferno instante.
Agora viragem de tantas inovações.
Facilita o manuseio tecnológico.
Transcende a síndrome solidão.
 Tal contaminação do espaço real.
Porção se esquece de dialogar.
Tantos se isolam pelo vício das redes.
Passante da ausência de um oi.
Não balança bom dia e muito mais.
Dentro e fora da residência.
Acredito que esse uniVERSO.
É álibi de leitura.
Fortaleza para continuar em si.
E partir em companhia de outros,
Para o não desiste de mais vIDA.
No mesmo ou qualquer lugar.  
Irane Castro.
 Beco da Preta
 São Luís-Maranhão
(Desafio, FLAL, 26.04.17)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

“…ah, essa chuva fininha, em hoje's!"

Pretiando assim:

“…ah,  essa chuva fininha.
Que hoje cai no cotidiano.
Vejo_a flor dos tempos idos.
Lá criança na diversão.
Da brincadeira de lama.
Tão inocente diversão.
Vez chuva de imposição.
Que enxurra o capital.
Marcante jogo do poder.
Que encharca 1, 2 e tanta mais vida.
Imediatamente, em hoje's!"
Irane Castro
Beco da Preta
                           São Luís-Maranhão
(Desafio FLAL, 24.04.17)

"... aja, paciência pra andar de ônibus, por aqui!"

Pretiando assim:
Palavra do Dia: Terminal
 O regresso do passe escolar.
E vale transporte.
Para andar de ônibus.
Quando se chega ao terminal:
_Quantia limitada;
_Fila para comprar.
Outra para o troco.
 Aja, paciência.
Para esse drama real da cidade.
Por tempo indeterminado. 
Aja, paciência.
Irane Castro
Beco da Preta
                                     São Luís-Maranhão

"...um Papas da língua dando show por aí!"

Pretiando assim:
Palavra do Dia: Língua.
Um Papas da língua dando show.
 E literalmente.
Plagiando eu sei.
Nada pode acontecer.
Mesmo, se jogar na lama.
O nome da vez.
Irane Castro
Beco da Preta
                             São Luís-Maranhão
#microcontoescambau 
#concorrendo
https://www.facebook.com/hashtag/microcontoescambau…

domingo, 23 de abril de 2017

"... livro É meu alimento, hoje's!"

Pretiando assim:
Irane Castro                                                                                                                                                          
                                                 Beco da Preta                                                                                                     
                                                                                São Luís- Maranhão                                                     


Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley