segunda-feira, 31 de maio de 2010




"Quando eu lembro do estalar do chicote, meu sangue corre gelado, lembro do navio de escravos, quandobrutalizavam a minha alma".

"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra".

"Não ligo que me olhem da cabeça aos pés, porque nunca farão minha cabeça e nunca chegarão aos meus pés".

"Se Deus criou as pessoas para amar, e as coisas para cuidar. Por que amamos as coisas e usamos as pessoas!".

Se choras por não ter visto o pôr do Sol, as lágrimas não te deixarão ver as estrelas.


Sozinho, meu pensamento focaliza em alguém.

Deixo-o livre,

e de repente meu coração aperta.

Mas não estou triste.

Pelo contrário deixo escapar um sorriso.

Comer não me parece tão importante.

Agora me sinto alimentado por outra coisa.

Acordo sempre com os mesmos pensamentos.

E os mesmos me impulsionam a ter um grande dia quando eu te vejo.

Sinto coisas estranhas.

Mas boas quando falo com você.

Minha cabeça pensa direito.

Mas minhas palavras saem embaralhadas por que minhas mãos estão suando sozinho.

Meu pensamento focaliza alguém.
Esse alguém é você é... estou amando


Os ventos que as vezes tiramalgo que amamos,

são osmesmos que trazem algo queaprendemos a amar...

Por isso não devemos chorarpelo que nos foi tirado e sim,

aprender a amar o que nos foidado.

Pois tudo aquilo que érealmente nosso,

nunca se vaipara sempre.




“O ferro enferruja pela falta de uso, a água parada perde sua pureza e em tempo frio congela; a mesma coisa faz a ociosidade com os vigores da mente". (Leonardo da Vincci).
Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley