segunda-feira, 29 de abril de 2013

"E começou mais uma semana..."

Pretiando assim:
"Ai gente, começou mais uma semana, vou deixar todas as coisas ruins pro vento levar, vou cultivar sorrisos, beijos e pensamentos positivos afinal, coisa boa atrai coisa boa' (Anônimo)  para que o eu de mim aguente   a tristeza, o espanto, o inesperado, o absurdo infiltrado no tudo e  no nada de cada dia. Que ainda consiga  vontades de recomeçar de novo o ontem  com um  esperançar de paz no   hoje em lindas manhãs de muitos amanhãs, agora." 
Irane Castro
São Luís do Maranhão - Ilha do Amor
Segunda-feira, 29-04-2013
 






domingo, 28 de abril de 2013

“Tropeçar e cair, faz parte da rotina ............"

Pretiando assim:
“Quero o eu de mim encontrar forças do tudo e do nada de viver o cada dia para 'tropeçar e cair, faz parte da rotina daqueles que não ficam parados esperando a vida acontecer! Levante e tente outra vez!' [Tati Zanella]' com vontades recomeçar  o hoje  mais uma vez,  tudo outra vez, logo”.
 
  Irane Castro
São Luís do Maranhão - Ilha do Amor
Domingo, 28-04-2013



 

"Todos temos nossas dores de estimação."

Pretiando assim:
"Todos temos nossas dores de estimação.
O que nos diferencia uns dos outros
 é a capacidade de conviver amigavelmente com elas."
(Martha Medeiros)
Irane Castro

 

"... perceber as alegrias do hoje,agora's!"

Pretiando assim:
'' ... d"AQUI garimpo tudo  e  nada's  de  vontades recomeçado caminho. 
Que na teimosia, eu's-Irane não  me  deixes de perceber as alegrias do  agora's espelhando contínuo  amanhã.
_EstAR bem  estado feliz.
_Ser  univERSO paz 
_Vir num esperançar instante.
 PoemANDO dentro de eu's_Irane.
E fora outros detalhes de reconstrução.
10 mais amor num  mundo melhor, imediatamente'' 
Irane Castro
Ilha do amor -  São Luís do Maranhão
Domingo, 28-04-2013



sexta-feira, 26 de abril de 2013

" ontens fossem devorar os nossos belos amanhãs?"

Pretiando assim:

"Ah, cavoucando dentro do eu de mim respostas para
'se esses ontens fossem devorar os
 nossos belos amanhãs?'  O que fazer no agora de ser feliz - pra já
 {Paul Verlaine}
Irane Castro

 

quinta-feira, 18 de abril de 2013

"... no meio de caminhante [...] do agora"

Pretiando assim:

"Minutando o  eu de mim no meio do tudo e do nada de coisa alguma  do caminhar de caminhante do caminho caminhado num contrabalançar as permanências em mudanças do ontem no meu hoje em  consentir o  acontecer  de um apetecer  para recomeçar a alongar o momento do tempo de ter tempo ainda em tempo de esperançar depressa o  ser gente que acredita  na possibilidade de vivencia feliz, agora."
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras  e livros
Ilha do amor (São Luís do Maranhão)
Quinta-feira, 18-04-2013



terça-feira, 16 de abril de 2013

'"O viandar do eu de mim aprendeu a direcionar o tudo e o nada de coisa alguma ..."

Pretiando assim:
"O viandar  do eu de mim   aprendeu a  direcionar o tudo e o nada de coisa alguma  das curvas que me é devido a história cotidiana dentro de mim  entre:
- as dores e as saudades;
_as alegrias e as tristezas;
_ os ganhos  e as perdas;
_ o ser e o ter;
_ o possível  e o impossível;
_ o real e o imaginário;
_  respeito e desrespeito; 
_ a valorização e o desprezo;
_  o preconceito e  o conceito;
_ o diferente  e  o normal;
_ o desencontro e o encontro;
_ o querer e o fazer;
_a rejeição e aceitação
De ser  gente  pois 'a arquitetura da minha alma é barroca. Sou fraca, sou forte, sou luz, sou sombra. Sou de aço, sou de flores' [Fábio de Melo],  sou vontades de recomeçar  enfeitar as marcas dos pés no  caminho de caminhante do caminho caminhado do ontem num hoje colorindo as lágrimas em formas de sorrisos das ausências em alegrias de cheganças, além de 'tentar ser forte a  todo e cada amanhecer' (Renato Russo).
Enfim,  sou eterna  principiante da corrida pela vida, com vida e para a vida  de muitas  manhãs  de um novo amanhã, imediato. "
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras e livros
São Luís - Minha Ilha do amor
Terça--feira, 16-04-13

 

"Deixa-me o eu de mim, amanhar um esperançar de paz com fé ..."

Pretiando assim:
"Deixa-me o eu de mim,  amanhar um esperançar de paz com fé de muitas vontades de  querer recomeçar   o tudo e o nada de coisa alguma na alma apreensiva  a respeito das loucuras humanas ontem em hoje de  pelejas   para permanências em mudanças de medos em enfrentamentos dentro de mim com o jeitinho Irane de ser – maluquete  e irreverente para ainda  arquitetar invencionices diárias sobre  novo olhar das  historietas reais e imaginárias de cada dia num construir de um amanhã  diferente e  melhor,  no agora."
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras e livros
São Luís - Minha Ilha do amor
Terça-feira, 16-04-13

segunda-feira, 15 de abril de 2013

"... meu jeitinho na contramão do mundo!"

Pretiando assim:
"Vivo o  eu de mim na contramão do mundo num mundinho infi-nitamente  particular abalizada com o jeitinho Irane de ser - maluquete e irreverente:
_  de olhar dentro de mim, num esperançar cotidiano de criatura ditosa, imediatamente;
_  de recriar as historietas com entendimentos diferentes por acreditar ainda num  mundo melhor, no instante;
_  de esticar vontades de recomeçar  a enxugar as dores em sorrisos num florir do caminho de caminhante do caminho caminhado por querer um chegar de paz,  no presentemente;
_ de viver o ontem em aprendizagens do agora para permanências em mudanças de uma época vindoura – imediata.
Com os  enigmas cotidianos, faço colcha de retalhos do tudo e do   nada  de  coisa alguma com  desenhos e cores que me convêm, enfeitando ausências,  remendando tristezas, reescrevendo  histórias, poetizando  saudade, alegrando estrada, chorando bel-prazeres, pintando angústias  juntando  os pedaços  do meu eu de cada dia."
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras e livros
São Luís - Minha Ilha do amor
Segunda-feira, 15-04-13

sábado, 13 de abril de 2013

"[...] agora o dia do [...] Beijo, Beijar é tão bom. [...]' hoje e sempre."

Pretiando assim:
"Minha gente, agora o dia do 'Beijo, beijo, beijo, beijo. Beijinho, beijão. [...] Beijo, Beijar é tão bom. [...]' hoje e sempre por sorriso, carinho, amor, dor, fraternidade e qualquer motivo para beijar um beijo gostoso com gosto de carinho do eu de mim   de cada um demonstrar  carinho, afeto e respeito por um outro ser (humano ou não).
Além de  Beijar ser o transmitir de ternura  e um distinto bel-prazer de granjear, trocar  e oferecer atenção de para o eu-tu-nos-todos  com as ações o ontem num hoje de querer amar e fazer acontecer uma manhã de beijocas do amor em recomeçar a amar a si e os e mais diante das permanecias e mudanças  um amanhã cheio do esperançar do amor de um mundo melhor no agora."
Irane Castro
Sábado : 13-04-2013
 

quarta-feira, 10 de abril de 2013

" ... o nada de coisa alguma, agora's."

Pretiando assim:
"Vou-me achar o eu de mim do tudo e do nada de coisa alguma do agora. Ando de um lado para outro, dentro de mim. Estou bastante acostumada a estar só, mesmo junto dos outros'{Clarice Lispector}. Como não sei onde me deixei, estou sustida  pelo jeitinho Irane de ser -  maluquete e irreverente do instante em:
_  reinventar história do meu eu viajante do tempo e do espaço;
_ de colorir as dores  do meu eu de ontem em aprendizagens alegres para o  hoje de  ser feliz;
_ de andar devagar  o meu eu do  caminho de  caminhante do caminho caminhado com manhas e manhãs num florir ausências do meu instante;
_ de equilibrar cheganças do meu eu num estrelar respeito, esperançar vontades  de querer recomeçar, sem pressa  de apreciar o ser pessoa do outro da convivência;
Ah, nem  o   coração do meu eu deixe de  cultivar amor, espalhar a paz  e  gostar de fazer acontecer um novo amanhã   pelo canteiro do meu mundinho infinitamente particular de ainda acreditar num mundo melhor  de cada dia - pra já."
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras e livros
 São Luís - Minha Ilha do amor
Quarta-feira, 10-04-13

terça-feira, 9 de abril de 2013

"Sozinha o eu de mim no agora tudo bem"

Pretiando assim:
"Sozinha o eu de mim  no agora tudo bem, estado de calmaria num equilibrar de vontades de querer  partir  a procura de  outras paisagens  desenhadas  em letras, o amontado de tarefas escolares  que precisa ser ordenadas  e  a ponte do real-imaginário  retratado em  palavras da estação dos meus pensamentos do tudo e do nada do meu coração que entre mil e uma viagens de esperançar o meu ontem no hoje num amanhã - imediato que preciso escrevinhar o instante  poético de  olhar o mundo dentro de mim. "
Irane Castro
Meu mundo dos L's - letras, leituras e livros
 São Luís - Minha Ilha do amor
Terça-feira, 09-04-13

 

sábado, 6 de abril de 2013

"[....]a vida nem sempre segue o nosso querer [....]"

Pretiando assim:


“A cada instante do  eu de mim sinto que ‘a vida nem sempre segue o nosso querer, mas ela é perfeita naquilo que tem que ser’ (Chico Xavier), nesse devotado  equilíbrio do  querer e o ser do tudo e do nada  com o tudo  e o nada do jeitinho Irane de ser – maluquete e irreverente, estudo o ontem no hoje de reflexos de manhãs e manhas de um amanhã de muitos amanhãs  de cada

 Irane Castro

São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.

Sábado, 06-04-2013
 

 

""Agora o eu de mim cavoucando um lindo anoitecer com palavras poéticas de Ferreira Gullar ..."

Pretiando assim:
http://www.poesiaspoemaseversos.com.br/ferreira-gullar-poemas/

"Agora o eu de mim  cavoucando um lindo anoitecer  com palavras poéticas de Ferreira Gullar para enfeitar o meu olhar sobre  o tudo e o nada do nada e tudo de coisa alguma dentro de mim,  de  vontade de querer alcançar um esperançar de saborear a vida  no hoje - pra já"
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Sábado, 06-04-2013

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Essa menina-mulher lindona do eu de mim, maravilhosa com o tudo e o nada de coisa qualquer do hoje, sou eu"

Pretiando assim:
"Essa menina-mulher lindona do eu de mim, maravilhosa com o tudo e o nada de coisa qualquer do hoje, sou eu"
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Sexta -feira, 05-04-2013
 

"E mais uma noite ..."

Pretiando assim:

"E mais uma noite que se vai de muitas que brin-cando o eu de mim  se perde em devaneios do tudo e do nada de coisa alguma do instante em querer tecer mil uma vontades de recriar palavras somando historietas para colorir as marcas do ontem num hoje diferente e gostoso de viver o agora para futuras manhãs imediatos." 
 Irane Castro

São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.

Sexta -feira, 05-04-2013

“...estranha, a cada dia"

Pretiando assim:

“Sou estranha, sou diferente, sou complicada, sou inquieta, sou movimento, sou exagerada, sou  roda-viva, sou louca, sou brincalhona,  sou  eu de mim normalmente aceitável  no jeitinho Irane de ser maluquete e irreverente, pelo o tudo e o nada de coisa alguma das anormalidades de cada um. Mas, não desisti de mim, apenas  tive que ajustar a janela dos meus olhos para desenhar uma distinta paisagem em condições debeladas no permanecer em mudar o estado de  viajadora de tempo e desvairada do espaço para enfrentar as batalhas do sempre que rotula o ser gente de cada dia, ali e acolá"

 Irane Castro

São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.

Sexta -feira, 05-04-2013

"{...}sobrevivente em sorrisos!”

Pretiando assim:
“Sempre pareço estranha, diferente, desajustada, incoerente com   o eu de mim dentro do tudo e o nada de coisa alguma, vivenciadas  a  cada dia, mais é preciso:
_ Aventurar-me   dar ares de   normalmente admissível pelas anomalias de cada um,  com preleções,  vivenciadas   de um padecido ontem;
_ Expor-me a um ajuste na janela dos meus olhos  para desenhar um cenário  distinto pelo jeitinho Irane e de ser maluquete e irreverente de reinventar dentro de mim vivenciadas  no hoje;
_Instruir-me   nas condições debeladas no meu permanecer de viajadora de temporada e desvairada do espaço,  vivenciada no sempre;
_Rotular-me  ali  e acolá como sobrevivente de tormentas no caminho caminhado de caminhante de um árduo caminho de   lagrimas em sorrisos de coisa alguma de manhas e manhãs de uma amanhã, vivenciadas   bem pertinho do logo.”
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Sexta -feira, 05-04-2013



"[....] navegar as historietas cada dia.”




" Sou-me o eu de mim   no  navegar  pela imensidão do mar de  historieta  dentro de mim para confrontar  a maré do tudo e do nada do nada do tudo com intensidade   de outras oportunidade  para adornar  o querer  recomeçar de cada dia, pois:
 _ Não posso mudar o meu sentir de vontades de colori as  ausências com cheganças cheirando  amor no hoje;
_ Não posso apagar as marcas dos meus pés na estrada do caminho de caminhante, mas  tive que refazer o choro em sorriso de coisa alguma engraçada no instante;
_ Não procurei entender as metáforas da minha história traçada, mas tive que ser  forte  para arcar o espectro de individuo enfermo cotidianamente;
 _  Não sei como sobreviver sem as estratégias de combate pelo alento do hoje, mas tive que  adaptar ao  jeitinho Irane de ser - maluquete e irreverente de vivenciar as aguas  do ontem;
_ Não existe uma cura para esse equilíbrio entre  devaneio  e autenticidade latente no meu ser gente, mas tive que  enfrentar o vasto mundo de naufraga com  invencionices diárias;
_Não  nomeio  o impraticável nem  impossibilidades de circunstâncias acentuadas  a minha existência  humana, mas tive que aprender a nadar contra e/ ou favor da disposição de espírito de vencer um dia de cada vez.
_ Não admito interromper de brindar a vida em toda  ocasião, mas tive que  harmonizar esse agradecimento com um olhar de anseios do meu mundinho incrível  para apostar na construção de um mundo melhor a partir   do eu de todo dia;
 _ Não sou estranha, sou normalmente aceitável pelas anormalidades de cada um, mas tive que ajustar a janela dos meus olhos  para desenhar uma  diferente paisagem nas condições debeladas no meu permanecer de viajadora de temporada e desvairada do espaço no sempre que rotula ali  e acolá;
_ Não consigo entender as dores da vida sem  medo de invalidar o coração,  mas tive  que  esperançar oportunidades de tecer permanências em mudanças reais   em espelhos no hoje refletidas com manhas e manhãs de um lindo amanhã de muitos amanhãs -  já, imediatamente.”
  Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Sexta -feira, 05-04-2013

quinta-feira, 4 de abril de 2013

"Quero-me [....]sem guerras com ninguém!".

Pretiando assim:

"Quero-me um anoitecer de luz no eu de mim com o tudo e o nada do nada e do tudo  para  tecer    com manhas e manhãs do ontem,  um  hoje de manhã dentro de mim  o   esperançar de vontades de permanências em mudanças reais  do recomeçar a  positividade para os dias de lutas, apagar as dores da vida, florir as saudades,  a seguir as trilhas de respeito para com  outro, lei maior  e espalhar o amor num mundo melhor sem guerras com ninguém -  aqui no meu agora".
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Quinta -feira, 04-04-2013

“nunca tive medo de me mostrar."

Pretiando assim:
 
"Indo-me  colorir  o eu de mim, com a palavra-poesia de Cazuza que comemora  hoje (55 anos), pois, 'nunca tive medo de me mostrar.. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você tá vivo, e essa vida é pra se mostrar. Esse é o meu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho'.
E no sempre o tempo de ter tempo de dentro de mim   procurar no tudo e no nada  de outras trilhas do caminho de caminhante do caminho caminhado do caminho do ontem num hoje diferente para um  amanhã de ser feliz - pra já."
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Quinta -feira, 04-04-2013

quarta-feira, 3 de abril de 2013

"... ainda , acredito que novos caminhos vão se abrir !"

Pretiando assim:

“Quero-me o eu de mim, ainda  acreditar  que novas trilhas vão se abrir para vontades de recomeçar a colori as dores da estrada do caminho caminhado de caminhante da estrada  do ontem de cada dia;
Quero-me o eu de mim, ainda  acreditar  no tempo de  ter tempo ainda  em tempo de fazer acontecer um viver em paz  com as lições  no instante presente a cada dia;
 Quero-me o eu de mim, ainda  acreditar  no tudo e no nada do nada e do tudo de um mundo melhor agora de cada dia;
Quero-me o eu de mim, ainda  acreditar  que obstáculos  do dia-a-dia aparecem, vencidos com esforço, garra e persistência de  querer dentro de  mim, manhas e manhãs de um amanhã de muitos amanhãs, já.”
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Quarta -feira, 03-04-2013

terça-feira, 2 de abril de 2013

"Autismo, o que vale é o amor!."

Pretiando assim:

"Olha o que roubartilhei (roubei + compartilhei) sobre o 'dia Mundial do Autismo - escrito como linda declaração de amor entre irmãos.
A escrevente Natália Ripardo (minha aluna):
'Não considero o autismo como um mal, uma "doença" como alguns consideram.
Não!
Muito pelo contrario, pessoas autistas são como qualquer outra, com "algo a mais", e esse "algo a mais" de jeito nenhum impede essa pessoa de ter uma vida normal.
Generalizam muito, dizem que são agressivos, isolados, que não podem ter um "futuro", mas não é bem assim.
Nesses 13 anos ao lado de um, vi que essas características que dão a eles não passa de pura besteira. Isolados?
 Às vezes, mas quem não fica um pouco no seu mundo de vez em quando?!
 Agressivos?
 Não!
Agora se provocarem...
 Mas quem não fica com raiva quando alguém provoca?!
Tenho o irmão mais carinhoso do mundo! Mais inteligente que muita gente que conheço por ai. E pra quê o preconceito com pessoas assim?
Porque o medo (que alguns tem) deles? Isso não tem cabimento. Ser diferente, é sim normal! ❤❤
Independente de tudo é o meu amor maior! Caçula
Com sinceridade e carinho respondi-lhe de tal modo:
Natália Ripardo, parabéns por sua homenagem.
Igualmente penso que ser diferente, todos somos. Ser normal num mundo cão é difícil, todos anormais.
Na real, cada um tem um diferencial + ou _, e é SER HUMANO, SER GENTE e SER PESSOA. Agora, o OUTRO entender e respeitar é o fator complicador. Mas, o  que vale é o amor, o que se aprende com quem ensina  a simplicidade de ser feliz  com o tudo e o nada de cada dia."
Irane Castro
Beco da Preta
Terça-feira, 02-04-2013
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.





"... faça-me feliz, no agora."

Pretiando assim:

"Chico Xavier, hoje  teu aniversário, tuas palavras e ensinamentos  são marcantes, como diz 'Se tiver que amar, ame hoje.
Se tiver que sorrir, sorria hoje. Se tiver que chorar, chore hoje.
Pois, o importante é viver hoje. O ontem já foi e o amanhã talvez não venha. '
Sendo assim, faça-me acontecer no eu de mim as vontades de querer o tudo e o nada, de  ser feliz, no agora."
Irane Castro
São Luís, Maranhão, minha Ilha do amor.
Terça -feira, 02-04-2013



Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley