sábado, 26 de junho de 2010



O desabafo de uma pessoa com um cerebro em constante ebulição. Assim, tenho que extravasar minhas energias, cansar o corpo, pois meu cérebro é uma máquina de pensar - besteira, invenções, histórias, etc. (calma não terrorista kkkkkkkkkk).
Quero dormir, mas não consigo - o corpo fica inerte e o cérebro acelerado, pensa no cotidiano que me cerca, pertuba, alegra , entristece e deixa-me anciosa.
Penso nas pessoas desabrigadas pela chuva (Alagoas e pelo Brasil) e o pouco que está sendo feito - Eu faço parte da estatística.
Também penso sobre a PAZ que meu espirito precisa e o restante do Brasil também. No entanto, vejo o medo das pessoas, de lugares, de situações constantes.
Pergunto onde está o AMOR e percebo que encontra-se perdido entre interesses, ficações e teias de mentiras.
A Alegria, a Fé, a Esperança, a Amizade e a natureza também tem espaço nesse cérebro e, quero espalhar pelo mundo e entre as pessoas. Assim, arquiteto planos para melhorar meu mundo interior e exterior, da forma Irane de ser.
Irane

telegrama - clipe

Zeca Baleiro - Lenha

Fagner e Zeca Baleiro - Palavras e Silêncio

Balada de Agosto - Zeca Baleiro e Raimundo Fagner

A Voz Do Morro - Luiz Melodia

Seu Jorge e Luiz Melodia

Luiz Melodia - PÉROLA NEGRA

Luiz Melodia: Negro Gato

Luiz Melodia Ao Vivo Codinome beija-flor

Cassia Eller e Luiz melodia

Nos - Cássia Eller

Cássia_Eller_acústico_E.C.T.

All Star - Cassia Eller

Cassia Eller - Por Enquanto

Cássia Eller no Bem Brasil Canta Eu Sou Neguinha

Cássia Eller - Um branco, um xis, um zero

Soldado da Paz

Natiruts - A estrada (cidade negra)

A Estrada, Cidade Negra

Perto de Deus

A Voz do Excluido MV Bill

Mv Bill e Cidade Negra - A Voz do Excluido

Seu Jorge - Una Mujer (Robertinho Brant) - Geo Sessions Parte 2/3

Dia Branco - Geraldo Azevedo

Quando me amei de verdade

Charles Chaplin - O ultimo discurso de O grande ditador

Charles Chaplin, Frases de um gênio

♪ Smile - Charlie Chaplin

Charile Chaplin-Modern Times 02

Charlie Chaplin - Smile

Sorri - Djavan

Azul - Djavan

Djavan Flor de lis

Djavan - Se

Ana Carolina -- Cabide - Clipe Oficial

NEGRO GATO MC LEOZINHO

Trabalhador brasileiro

Mina do Condominio

Seu Jorge - Burguesinha

Seu Jorge - Carolina

Seu Jorge - Tive razão

Ana Carolina e Seu Jorge

Maria Gadu e Lendro Leo: Linda Rosa

Maria Gadú - Tudo Diferente

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Das Vantagens de Ser Bobo - Clarice Lispector

Canteiros---Cecilia Meireles por fagner

Retrato - Cecilia Meireles

Eu Apenas Queria Que Você Soubesse - Gonzaguinha

Cortar o Tempo - Carlos Drummond de Andrade

O Medo - Carlos Drummond de Andrade

E agora José - Carlos Drummond de Andrade

Mario Quintana

Borboletas - Mário Quintana

DEFICIÊNCIAS - MARIO QUINTANA

Certezas - Mario Quintana

Ausência - Carlos Drummond de Andrade

As Sem-Razões do Amor (Carlos Drummond de Andrade )

A Perfeição - Clarice Lispector

Palavras ao Vento - Pedro Bial

Mude - Pedro bial

O Rei Leão - O Ciclo da Vida (Disney)

Quero ser como a Criança (David Quinlan)

SEJA SEMPRE UMA CRIANÇA!

História da Menininha

O tempo

(Texto retirado da Bíblia Sagrada, do livro de Eclesiastes 3:1-8)
Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Há tempo de adoecer, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Há tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Há tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntá-las; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;
Há tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora;
Há tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Há tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
'O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.'
Colaboração de Mª Jacinta N. Silva

Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre.]
(Clarice Lispector)

terça-feira, 15 de junho de 2010

Quem não é especial?

O Século XXI marca um grande movimento de inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho e por isso, a promoção de ações conjuntas entre a sociedade civil, poder público e empresas torna-se cada vez mais importante para que tenhamos “nossos” direitos assegurados. A primeira pessoa do plural não é apenas uma retórica, mas uma comprovação de igualdade, afinal quem de nós não é especial em algum momento?
Deficiência representa uma limitação física, sensorial ou mental significativa e não se confunde com incapacidade. A incapacidade de andar, subir escadas, ver ou ouvir é uma conseqüência da deficiência e deve ser vista de forma localizada, pois, não implica em incapacidade para outras atividades do dia-a-dia. Portadores de deficiência ou de mobilidade reduzida são detentores de talento profissional, derrubam barreiras preconceituosas diariamente e trazem competências diferenciadas para o mercado de trabalho como superação de problemas, dedicação, resiliência, criatividade e adaptabilidade.
A legislação brasileira tem avançado muito em relação à proteção dos direitos básicos das pessoas especiais. Temos leis que garantem sua acessibilidade (Lei n.º 10.098/00); seus direitos individuais e sociais promovendo sua integração social (Lei n.º 7.853/89); e também uma lei que estabelece uma cota mínima de vagas de trabalho, em empresas com 100 ou mais empregados (artigo 93 da Lei n.º 8.213/91).
É hora de cumprir a determinação de maneira eficiente, econômica e protegendo os interesses das pessoas e das empresas. Muitas empresas, apesar dos seus esforços, têm encontrado dificuldades para desenvolver projetos bem estruturados, que cumpram as exigências da Lei de Cotas. Elas esbarram nas discriminações do passado. Deficientes com freqüência eram excluídos, pela própria família, do ensino com qualidade e do convívio social e por isso, hoje não cumprem os requisitos dos planos de cargos e salários das empresas.
(MUNDO SEBRAE, 11.06.2010)

Você cria ou resolve problemas?


Problema? Ótimo. O mundo precisa de pessoas que tenham a capacidade de resolvê-los e não das que se transformam em um deles.
Somos dotados da capacidade de pensar, então, podemos resolver os problemas que a vida nos apresenta desde que consigamos diferenciar as palavras, fácil, difícil, possível e impossível.
Concordemos com o seguinte, tudo que julgamos ser fácil é porque consideramos possível de ser feito. Assim sendo, “fácil = posso fazer”.
Pilotar uma moto, correr uma maratona, fazer um bolo, abrir uma empresa é fácil ou difícil? Depende, se você tentou várias vezes, já conseguiu fazer e o fez bem, então é fácil. Se você não tem interesse em tentar, ou julga que os novos desafios são maiores do que suas capacidades, então são difíceis.
Supere seus medos e caso não consiga, enfrente a vida assim mesmo, que uma hora eles não conseguirão te acompanhar.
Cito Napoleon Hill, quando fala que temos que separar de maneira clara o que é uma derrota de um fracasso verdadeiro. Uma empresa que você abriu, investiu horas, meses, de repente quebrou, utilize desta derrota como escada para o seu triunfo. Reveja onde errou e faça melhor na segunda vez.
A história dos fundadores da Harley Davidson é extremamente inspiradora. Por acaso você conseguiria nos dias de hoje fabricar uma motocicleta desde o motor até a estrutura? Já fabricou alguma?
(MUNDO SEBRAE, 16.06-2010)
Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley