segunda-feira, 12 de abril de 2010

Quem sou eu?
Não sei responder
Ando por aí, a procura dessa resposta.
Indago daqui e dali..
Inspirei-me no poema de Bob Marley (ao lado) que define um pouco do meu modo de ser.
No entanto ainda não responde.
Assim, espero que vcs possam ajudar.
Vamos trilhar caminhos, atravessar pontes, percorrer estradas, colorir a vida, questionar, interrogar, (des)inventar, (des)construir a história na busca de soluções para esse enorme questinamento.
Bjus no coração!!!
SEJAM BEM- VINDOS!!
Irane (12.04.2010)















Quando não se pode voltar,
só devemos ficar preocupados com a melhor maneira de seguir em frente”.
(Paulo Coelho)

sábado, 10 de abril de 2010







































A construção da pergunta, naõ sei se está correta.
No entanto, vivo numa eterna tentiva de resposta.
Quem è Irane?
- Um ser estranho, diferente, sonhadora, sobrevivente,incopativel com a realidade.
Não sei definir.
Será que tem justificativas para a compreensão dessa pessoa - maluca, irreverente, alegre, curiosa, inventiva.
Sei lá...
Vou vivendo, aprendendo, perguntando, pesquisando, colocando em pratica o que convém.
No momento nao estou ainda preocupada com provaveis respostas - positivas e/ou negativas.
apenas deixando a marca Irane de ser: viver a vida do jeito que posso.
Assim vou colorindo, modificando,arrumando e praticando a vida do jeito Irane de ser.
Irane (11.04.2010)


[....] janela é meu observatório diário












[....] janela é meu observatório diário.
Dela percebo o mundo: pessoas, animais, paisagens e muito mais.
Também vejo rostos alegres e tristes, um emaranhado de emoções que traduzem o cotidiano humano.
Irane (14.02.2010)
Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley