quinta-feira, 29 de setembro de 2016

"... tô re-verso feliz!"

Pretiando assim:
“… daqui do Beco da Preta, o distante é o bem próximo  de ser/estar  passa-rinha  linda, livre,  leve e grata  de tudo.
 Sem pressa de nada, somente agora’s abri minha janela-olhos, despertei sentido carinho e palavras de um anjo-amigo além-mar que mais uma vez me encoraja, me mitiga e me anima alegrias poéticas.
 TÔ escandalosamente o re-verso de ser/estar passa-rinha linda-livre-leve que gradual-mente trans-ponho tempo do tempo de ter tempo, doutros capítulos da história da minha história.
Ou simplesmente, em estado quietude viadora/viagem que navego, que ventania cântico de vivo pra ser feliz. E só, o que quero em eu’s_Irane " _ imediatamente, pra já, logo – no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão



quarta-feira, 28 de setembro de 2016

"... seja espelhada luz, hoje!"

Pretiando assim:
viagem/viajante  re-novada, estado feliz,  sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta.
 São Luís-Maranhão


"... mais vida, hoje!"

Pretiando assim:
viagem/viajante  re-novada, estado feliz,  sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta.
 São Luís-Maranhão


"... vivo um dia de cada vez!"

Pretiando assim:
“... do Beco da Preta os  jeitinhos tão maluquete, tão irreverente, tão teimosa que nunca  me desanimo, bordei  os chorados nada’s e costurei feridas de permanência em mudanças  do agora’s.
 Por aqui, ali acolá re-aprendi pequeno-grandes detalhes  do VIVO,  um  dia de cada vez. E, que silenciada, inteira-mente sem pressa, sem medo e sem limites me permito,  me canto, me  desfilo:
_ vestida paz;
_calçada fé
_maquiada brilho;
_ornada silêncio;
_alinhada alegria
_enfeitada esperança;
_  ataviada amor.
Tanto que o corpo de boa preguicite,  concede tempo de ter tempo, de ainda, em tempo para que  a mente  re-invente  motivos, as mãos re-escreva   outros capítulos da história da minha história de  ser/estar  eu’s_Irane passa-rinha linda, livre, leve que pausadamente é viagem/viajante  re-novada, estado feliz,  sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta.
 São Luís-Maranhão

terça-feira, 27 de setembro de 2016

"... noite de bem!"

Pretiando assim:
contaminada  preguicite, infectada ternura, intoxicada sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro.
Beco da Preta.
São Luís-Maranhão 

".. re-começado tudo, hoje!

Pretiando assim:


“...  que os  jeitinhos tão maluquete, tão irreverente, tão  obstinada jamais perca essa vontade de re-começado tudo.
Onde espetaculosa  meus eu’s_Irane VIVO de saboreado dia sem  pressa,  sem medo, sem ferida, sem choro, sem limites e  sem vaivém de nada
TÔ ser/estar pa-ta linda-livre-leve, que  nunca desanimo doutros capítulos da história da minha história.  E, aproveito o tempo de  ter tempo no tempo de ainda, viandar agora’s em estado feliz.
Exclusividade  que vaga-rosa sobrenado  refletida paz,  exalada fé, contaminada  preguicite, infectada ternura, intoxicada sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro.
Beco da Preta.
São Luís-Maranhão

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

"....vivo tudo do meu hoje!"

Pretiando assim:
“... do Beco da Preta vivo os jeitinhos tão maluquete, tão irreverente, tão teimosa, tão  permanências em mudanças  do  agora’s.  Apenas, devagar-devagarzinho   de esquisita, estranha dessemelhante, louca-loucuras, mais  legal  que escandalosamente, ando-pouso-voou  um  dia de cada vez e  por aí, meu  canto é sem pressa, sem medo e sem limites. Tanto que :
_ me re-vestido de  nunca desanimo;
_me   re-começo luz;
_ me re-aprendi chorados nada’s;
_ me re-conheço agradecido tudo;
_ me  re-vigora alegria;
_ me re-faço fé;
- me re-animo tranqüilidade;
- me re-coberta paz;
- me re-produzida preguicite;
_me  re-transmitida amor;
_ me re-escrevo história da minha história;
_me re-invento tempo em tempo de ter tempo.
Simplesmente,TÔ ser/estar  eu’s_Irane passa-rinha linda, livre, leve, sorrida-boa  vida,  com vida e pela vida – imediatamente, pra já, logo, no meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta.
 São Luís-Maranhão 

domingo, 25 de setembro de 2016

"... me metamorfoseei hoje!"

Pretiando assim:
“... daqui do Beco da Preta o mundinho particular dos autêntico jeitinhos  tão maluquete, tão irreverente, tão imperfeita e tão  celebrada permanências em mudanças dos nada’s noutros tudo que:
- me deixo viajante/viagem;
_ me reescrevo  estado feliz;
_ me adorno de silêncios;
_ me reinvento de palavrações;
_ me atiço de excêntrica;
_  me  encanto de bizarra.
Pequenos_grandes detalhes de quem, presentemente, conduz a alma leve, peito livre, corpo lindo e coração, ta na ponta dos pés.
Aí devagar- devagarzinho ando-pouso-voou  sem pressa, sem limites, sem vaivém de chegar a lugar nenhum. Apenas, consagro meu agora’s, ves-tida de nunca desanimo e adornada de re-começos. Aonde, mais uma vez, metamorfoseei a história da história da minha história. Abusando do tempo em  tempo de ter tempo do tempo doutros capítulos da borbo-leta-ser eu’s_Irane que reaprendi e  sempre SOU.
De rebeldia, TÔ gente que É escandalosamente  espelhada de tranqüilidade, sorrida de esperança, espalhada de luz, intoxicada de amor, experienciada pela vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

sábado, 24 de setembro de 2016

"... de experimentada paz"

Pretiando assim:
eu’s_Irane de esplendorosa colcha linda-  livre-leve  boa- sorrida  vida, com vida e pela vida -– imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão

"... SOU re-talhos de mais vida"

Pretiando assim:
“... por cá, em meu Beco da Preta,   percorro   viagem/ viageira  de palavras que    orno minúsculos re-talhos  em  tão :
 _ Re-escrevido jeitinhos;
_Re- historiada  maluquete;
_Re-acautelada irreverente;
_ Re_velada pregucite;  
_ Re-afeiçoada  silêncio;
_Re – avançada fé
_ Re_ativada teimosia;
 _ Re-inventada  nada’s.
_Re- alinhada tudo;
_ Re_feita saúde;
_ Re_organizada tranqüilidade;
_ Re-construída vontades;
_ Re_composta  esperança;
_ Re_luzida  imperfeição;
 _Re_costurada alegria.  
_ Re-ideada desigual;
 - Re-bolada bizarra;
_Re- arquitetada excêntrica;
_Re-idealizada permanências;
_Re-bordada mudanças.
TÔ pedações-pedacinhos-pedaços de gente sempre birrenta. Mas,  sem pressa de  chegada.  Exclusivamente, re-costurada colcha/eu’s_Irane   linda-  livre-leve,  boa- sorrida  vida, com vida e pela vida -– imediatamente , pra já, logo – aqui e agora _ em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"... tarde de sorrida-boa vida!"

Pretiando assim:
vida , pela vida, com vida e mais vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão 

"... tarde de leveza-paz!!

Pretiando assim:

vida , pela vida, com vida e mais vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão 

"...tô viciada de mais vida!"

Pretiando assim:
“... por cá, no Beco da Preta, os autêntico jeitinhos  tão maluquete, tão irreverente, tão imperfeita, tão birrenta, tão  eu’s_Irane refiz os nada’s  noutros capítulos da história da minha história. Simplesmente, ação que me deixa de ave-SER voadora, viajante e viageira que não tem pressa,  de chegar a lugar nenhum.
E, na ponta dos pés, ando-voou-pouso meus tudo sem limites. Apenas contemplo pequenos_grandes detalhes do agora’s que me canto em silenciadas palavras. Passagem que, presentemente, passeio  n’alma leve, peito alforriado, corpo lindo e o coração em estado feliz.
Magnitude sentida escandalosamente de gente espelhada de calmaria,  envenenada de esperança,  espalhada de lucidez, intoxicada de amor, viciada de preguicite   experienciada fé e  TOTALMENTE sorrida-boa   vida , pela vida, com vida e mais vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

"... tô em estado feliz!"

Pretiando assim:
“.....  do Beco da Preta ainda, floresço  história das minhas história do agora’s .
Escandalosamente cavouco minhas marcas:
_ tão maluquetes;
_tão irreverentes;
_tão defeituosa:
_tão inalterável;
_tão saudável;
_tão continuada;
_tão silenciada;
_ tão aspiração,
_ tão  palavreada;
_Tão estranha;
_tão insistente;
_Tão linda;
_Tão Livre;
_Tão Ieve.
Simplesmente, TÔ ave-ser eu’s_Irane que pouso viajante e viajares doutras permanência  em mudanças dos  tudo.
E,  até meus do nada’s, em estado  feliz, mais vida, pela vida e com vida - – imediatamente, pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão



"...ando ainda, primaverando tudo!"

Pretiando assim:
"... daqui do Beco da Preta  refeita  ando ainda, primaverando tudo  de paz, meus nada’s de muita luz.
TÔ flor-ser  eu’s_Irane linda, leve, livre e sorrida vida, com  vida, pela vida e mais vida_ imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão 

"... sentido agora de paz!"

Pretiando assim:
experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

"...tô de mais vida leve!"

Pretiando assim:
"... do Beco da Preta eus’_Irane apenas, silenciada,  agradecida e sorrida de TUDO.
TÔ  de mais vida leve, livre  e linda, em meu hoje meu hoje“
 Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

"... tô olhares viagem e viageira, hoje!"

Pretiando assim:
“... daqui do Beco da Preta contaminada por olhares  viagem e viageira de permanência em mudanças dos meus tudo.   Tanto que, tornou-se abençoado o instante de  alívio, que rebusquei  minha essência.
De birra,  tô mulher sem pressa, sem medo, sem mágoa, sem cobrança, sem dores, sem escravidão, sem  ansiedade,  sem  nada’s de vai-volta. Exclusivamente, partida que retornei para o jeitinho tão maluquete, tão irreverente, tão  flor-ser eu’s_Irane que ando  mais  linda, livre, leve .
Além disso, muito escandalosamente  me amo, me respeito, me aceito, me faço  de espelhada luz, espalhada tranqüilidade, experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
São Luís-Maranhão


".... nunca desanimo dos meus nada's!"

Pretiando assim:
experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

"... dia seja escandalosamente de paz!"

Pretiando assim:
experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

"... algo ontem atual!"

Pretiando assim:
experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

"....amanhada noite de paz!"

Pretiando assim:
experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

"....contaminada pela preguicite!"

Pretiando assim:
“...daqui do Beco da Preta contaminada pela preguicite que tornou-se abençoado instante de  alívio que rebusquei  minha essência.
Tão somente,  causei  viagem e viageira de permanência em mudanças dos meus tudo.
De birra,  tô mulher sem pressa, sem medo, sem mágoa, sem cobrança, sem dores, sem escravidão, sem  ansiedade,  sem  nada’s de vai-volta.
Exclusivamente, partida que retornei para o jeitinho tão maluquete,tão irreverente, tão  flor-ser eu’s_Irane que ando  mais  linda, livre, leve .
Além disso, muito escandalosamente  me amo, me respeito, me aceito, me faço  de espelhada luz, espalhada tranqüilidade, experienciada  vida, com vida e pela vida em – imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da  Preta
 São Luís-Maranhão 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

"... quero paz, hoje!"

Pretiando assim:
TÔ, em tempo de ter tempo de mais tempo de espelhada luz, espalhada amor, experienciada fé, esplendida  vida – imediatamente, pra já, logo – aqui no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

"... apenas, cultivo paz!"

Pretiando assim:
TÔ, em tempo de ter tempo de mais tempo de espelhada luz, espalhada amor, experienciada fé, esplendida  vida – imediatamente, pra já, logo – aqui no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

".. chuvas de paz!"

Pretiando assim:
TÔ, em tempo de ter tempo de mais tempo de espelhada luz, espalhada amor, experienciada fé, esplendida  vida – imediatamente, pra já, logo – aqui no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão


"... tô navegares agora's!"

Pretiando assim:
“... do Beco da Preta, os jeitinhos tão maluquete, tão irreverente, tão flor-ser eu’s_Irane  que  nunca desânimo de navegares  agora’s.
Qual  é minha  via de mulher simples, bela, atrevida que é  viagem  e viajante de versado tudo..
TÔ, em tempo de ter tempo de mais tempo de espelhada luz, espalhada amor, experienciada fé, esplendida  vida – imediatamente, pra já, logo – aqui no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão



"...me meta-morfosiei!"

Pretiando assim:
"..  do Beco da Preta de chorado  ontem, TÔ silenciada, reescrevida mil e uma  eu’s_ Irane .
E, escandalosamente teimosia  que ando colorindo aqueles  azedos nada’s  em vivido tudo.
Tão qual  me   meta-morfosiei. Aí,  estou borbole -ta:
_de grande preguicite;
_de experimentada paz;
_ de  reconhecida luz;
_ de partilhado bem;
_ de  mais linda;
_de muito leve;
_de totalmente livre.
OU mesmo  de boa sorrida  vida, com vida e pela vida -– imediatamente , pra já, logo – aqui e agora em meu hoje!”
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão

domingo, 18 de setembro de 2016

"... amanhada paz!"

Pretiando assim:
 E , estou tudo   liberdade, mais  tranqüilidade, reinventada  luz,  rehistoriada  andares, sorrida-boa vida, com vida e pela vida – imediatamente , pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje ! “
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

" ... tô nunca desanimo, hoje!"

Pretiando assim:
“...do Beco da Preta os   jeitinho tão maluquete, tão irreverente, tão  teimosa, tão imperfeita, tão constante, tão historíola, tão benfazejo, tão continuada, tão gente, tão bel-prazer, tão  eu's_Irane dentre  marcas de pequeno-grandes detalhes que chorei, silenciei, sarei.
Aí,  escandalosamente, grata pelos nada’s,  adubei tudo  e me permiti flor-ser linda_leve_livre que tô:
_ espelhada de tranqüilidade;
 _sorrida de esperança;
_espalhada de luz;
_ intoxicada de amor;
_experienciada de fé;
_acreditada de alegria.
Excepcionalmente,  cavoucando motivos de nunca desanimo  e nem perca essa vontade de recomeçar a florejadas permanência em mudanças, do  meu jardim-vida, com mais   vida  e pela vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“ 
  Irane Castro
Beco da Preta
São Luís-Maranhão



Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley