quinta-feira, 27 de outubro de 2016

"... (re)pintei meus andares de tranquilidade, hoje!"

Pretiando assim:


“... do Beco da Peta  os jeitinhos tão maluquete, tão irreverente, tão bizarra, tão excêntrica, tão eu’s_Irane   vestida de nunca me  desanimo. Aí  de loucura loucas orno tudo   sem pressa, sem limites, sem vaivém de chegar a lugar nenhum.Simplesmente, TÔ pequenos_grandes  detalhes de quem, presentemente,  È MULHER  de  alma leve, peito livre, corpo lindo e o coração, na ponta dos pés e que ando escandalosa-mente em  estado feliz. Pra quem me quis chorada, não errou. Apenas possibilitou-me  ser/estar de:
_ espelhada  tranqüilidade;
_ sorrida esperança;
_ espalhada luz;
_ intoxicada amor;
_ experienciada  fé.
OU pequeno-detalhes  que  (re)pintei  na história da história da minha história  de caminhante  do caminho caminhado  que agradeço tudo e, experimento até os nada’s  do meu   acalorado  dia de cada vez. Para tanto,  me aceito, me amo, me valorizo e me quero  vida, pela vida e com mais vida – imediatamente, pra já, logo – aqui e  agora no meu hoje!“
Irane Castro
Beco da Preta
São Luís- Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pretiando por ai...

Eu gosto do impossível,
tenho medo do provável,
dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade,
mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.

Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina.

Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso,
e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

Bob Marley